Skip links

Data Science na Contabilidade: como se preparar para essa revolução do mercado?

É indispensável que o profissional que atue na contabilidade desenvolva conhecimentos e habilidades relacionados a programação e Data Science

Vivemos em um momento onde a informação é o “novo petróleo”, quase tudo que produzimos hoje gera dados. Com tantos dados gerados, é indispensável que na contabilidade do futuro, o profissional desenvolva conhecimentos e habilidades relacionados à Data Science.

O mercado de trabalho no geral vem passando por grandes transformações tecnológicas nos últimos anos e um dos principais objetivos dessas transformações é a automatização de rotinas operacionais e a extração de dados.

As empresas querem mais agilidade na geração de dados para a tomada de decisão, exigindo assim, mais automações na rotina do contador.

Neste artigo, vamos apresentar como o Data Science aplicado a contabilidade será fundamental para o futuro da profissão.

O futuro da Contabilidade

Para entendermos para onde a contabilidade está caminhando, precisamos entender como a tecnologia impacta o dia a dia do trabalho do contador. 

O domínio do profissional contábil em sistemas de informações contábeis e ERP’s específicos são exigidos pelo mercado por conta de um fator primordial: a otimização. 

Através da interpretação dos dados presentes em um relatório, temos o objetivo final do trabalho de um profissional contábil: a informação.

Para que não haja perda na qualidade da informação por conta de uma maior velocidade exigida pelo mercado, as automações se fazem cada vez mais presentes, exigindo assim, que o profissional contábil saiba realizar as configurações de acordo com a necessidade e faça um trabalho de análise constante. 

No final das contas, tem dois tipos de direcionamento dessas informações: as exigências do governo (externo) e relatórios gerenciais para tomada de decisão (interno).

De acordo com um artigo acadêmico da Universidade Oxford, The future of employment: how susceptible are jobs to computerisation?, a contabilidade tem uma probabilidade de aproximadamente 94% de ser automatizada devido à sua natureza rotineira.

As técnicas de análise de dados que são aplicadas ao Big Data, em um breve futuro vão substituir várias tarefas realizadas por contadores, proporcionando às empresas que querem reduzir os custos e investir na análise do Big Data, uma substituição nas tarefas mais simples de automação.

Com isso conseguimos perceber o impacto de uma contabilidade estruturada tecnologicamente, pois ela é capaz de planejar, orçar, interpretar e entregar as informações mais relevantes. Possibilitando uma construção de cenários possíveis a curto prazo e criando projeções do futuro, oriundas das decisões dos gestores.

O impacto do Data Science na Contabilidade

 Uma das principais dificuldades que a contabilidade irá atravessar, serão as grandes quantidades de dados gerados. O Big Data (geração de grandes volumes de dados), vai exigir conhecimentos tecnológicos específicos do contador que quiser se manter atualizado e ativo no mercado.

Podemos destacar a ferramenta Power BI, considerada o primeiro passo para quem quer ir além das planilhas do Excel. Indo mais afundo no Data Science ainda podemos nos deparar com as linguagens de programação: Python, SQL e R. Todos eles são fundamentais para aquele profissional que precisa operar grandes quantidades de dados.

Essa dificuldade no tratamento e identificação das informações, precisa ser levada em consideração por todas corporações que geram grandes quantidades de  informações. A filtragem do que é relevante e irrelevante pode definir o sucesso ou não de uma tomada de decisão, dependendo da área de atuação do negócio.

Os chamados Sistemas Integrados, aqueles softwares que permitem que as empresas compartilhem dados e unifiquem processos contábeis, possibilitam atualmente uma maior fluidez nas operações contábeis.

Esses sistemas em um futuro bem próximo, vão precisar entregar uma fácil integração com softwares, como o Power BI, por exemplo, para que o tratamento de dados seja feito em tempo real. 

Obviamente, é possível fazer importações de um sistema para o outros, mas o propósito da otimização, acabará ficando para trás. 

Por isso, é indispensável que o profissional que atue na contabilidade desenvolva conhecimentos e habilidades relacionados a programação e Data Science, para que não fique refém de integrações nativas de sistemas.

A informação é o “novo petróleo” das próximas décadas, através de diagnósticos ágeis e precisos da contabilidade, uma corporação pode realizar movimentos estratégicos dentro do seu mercado.

Um mundo mais Data Driven

 Através de métricas inteligentes geradas por um determinado volume de dados, é possível tomar decisões, modificar cenários e até mesmo construir uma nova cultura dentro da corporação, conhecida como Data Driven. 

Trata-se de uma cultura orientada à dados, onde todas as decisões do negócio são tomadas com base em um histórico de dados. 

Para uma empresa adotar esse tipo de cultura, é necessário que os colaboradores da contabilidade sejam bem treinados e tenham domínio de ferramentas ligadas à Data Science.

Conclusão

Em algumas realidades a aplicação do Data Science na contabilidade já é realidade e exigência. 

O mercado contábil está passando por uma das suas maiores mudanças e aquele profissional contábil que conseguir manipular grande volume de dados com eficiência, certamente irá se destacar.

alavanque o seu escritório contábil através do marketing contábil

Leave a comment